Single + clipe fazem parte do projeto “OBMJazz ao vivo na Casa de Francisca”

“Soul Bossa Nova”, ou apenas “Soul Bossa”, é um clássico absoluto que atravessa décadas. Um verdadeiro clássico, a música gravada por Quincy Jones nos anos 1960 foi de estrela de cinema, no filme “Austin Powers”, à rainha da publicidade, quando foi trilha do icônico comercial da Nike na Copa do Mundo de 1998. Para celebrar e homenagear essa potência sonora, a Orquestra Brasileira de Música Jamaicana deu à Soul Bossa, samba-jazz cheio de suingue, uma roupagem diferente.

“Soul Bossa Nova” virou um elegante rocksteady nas mãos da OBMJ, como parte do repertório do show “OBMJazz ao vivo na Casa de Francisca”. Gravado em fevereiro de 2020, pouco antes da pandemia, o espetáculo é uma homenagem ao jazz e à música jamaicana, passeando pelos famosos standards de jazz americanos, indo até a Jamaica dos anos 1960 e flertando com bandas atuais de ska do cenário mundial.

“Soul Bossa Nova tem mais em comum com o samba rock do que com a bossa nova, como o nome sugere, o que a torna muito mais próxima do rocksteady jamaicano, harmônica e ritmicamente falando”, explica Felippe Pipeta, trompetista e um dos criadores da OBMJ.

Sobre a OBMJ

A Orquestra Brasileira de Música Jamaicana como o nome sugere, reproduz de maneira inteligente e divertida, versões de grandes clássicos da música brasileira em ritmos jamaicanos criados nas décadas de 50 e 60.


Ska, Rocksteady e o Early Reggae são alguns dos dançantes ritmos que permeiam na Orquestra. Criada originalmente pelo músico e produtor Sergio Soffiatti e pelo trompetista Felippe Pipeta, a OBMJ tem como objetivo principal fazer o público dançar.


É difícil traduzir em palavras o entusiasmo do público ao dançar “O Guarani”, clássico da música erudita brasileira transformado em Ska, ou “Águas de Março”, uma bossa nova do mestre Tom Jobim, tocada em Early Reggae. Mas a OBMJ não toca só versões, desde o seu primeiro disco músicas autorais fazem parte do repertório da banda, como “Ska Around the Nation”, a música mais conhecida da banda.


Os integrantes da Orquestra Brasileira de Música Jamaicana são: Sergio Soffiatti (guitarra e vocais), Felippe Pipeta (trompete e flugelhorn), Ruben Marley (trombone e backing vocals), Igor Thomaz (sax barítono e sax alto), Fernando Bastos (sax tenor e flauta), Otavio Nestares (Trompete e Flugelhorn), Fabio Luchs (bateria e backing vocals), Lincoln Bretha (baixo) e Pedro Cunha (piano e órgão). Acesse o site da banda e saiba mais: https://www.obmj.com.br/

Deixe seu Comentário


Jean Silva - 08/09/2020 18h25
Caras parabéns! Arrebentaram geral muito show!!