Dentre os vários oficios que exerceu ao longo da vida, podemos citar: Engenheiro de Áudio, Inventor (criou seus próprios telescópios) , Sindicalista, Escritor, Músico...Ufa! Como se não bastasse, projetou e tocou uma das primeiras guitarras elétricas da Jamaica, construiu os primeiros semáforos daquela ilha e a cereja do bolo vem agora, foi esse cidadão que projetou os primeiros Sounds Systems da Jamaica!. Tantas habilidades lhe renderam a Medalha de Ouro Musgrave por distinção eminência no campo da música. 

Jones começou a fazer música quando ainda era criança. Ele fez seu próprio violoncelo aos 14 anos, além de um banjo. Em 1935, ele se mudou para Kingston, onde trabalhou como alfaiate, marceneiro, condutor de ônibus, reparador de máquinas de costura, rádios e gramofones. Ele disse: "Eu era o que as pessoas chamavam de Coringa dos Consertos, porque eu consertava tudo". Trabalhou também como revisor do jornal  The Gleaner e da revista Jamaica Times.

Hedley Jones

Inspirado pelos acordes do guitarrista americano Charlie Christian, mas incapaz de comprar uma guitarra importada, ele construiu uma guitarra elétrica e foi destaque na primeira página do The Gleaner em setembro de 1940. Jones continuou a construir guitarras para outros músicos jamaicanos nos anos seguintes.

Tudo começou por causa da Segunda Guerra Mundial. Em 8 de maio de 1943, diz ele, "Entrei para a Royal Air Force da Inglaterra - até 1962, a Jamaica ainda era uma colônia britânica. Fui treinado como engenheiro de radar e deixei a Jamaica para entrar em guerra na Europa em 8 de maio de 1944. A guerra terminou em 8 de maio de 1945. E em 8 de maio de 1946, subi a bordo de um barco Glasgow para retornar à Jamaica. Então essa coisa estranha de 8 de maio me seguiu!"

Guitarra elétrica construída por Hendley

De volta para casa, um novo comércio veio a ele naturalmente. "A coisa do radar tinha a ver com formas de onda. E todas as formas de onda têm propensão a serem ouvidas, se você tiver o equipamento adequado para transformá-las em algo acústico", diz ele.  Seu primeiro amplificador construído à mão surgiu em 1947 e atendia a um propósito específico: "Eu queria usar a nova tecnologia para projetar um novo tipo de amplificador que respondesse a todas as frequências de áudio. Contei com meu novo conhecimento adquirido na Royal Air Force e usei isso para projetar meus circuitos. Eu queria que meus clientes ouvissem o mais próximo possível do que ouviriam se a banda estivesse tocando na frente deles. Naqueles época na Jamaica, haviam várias bandas ao redor, várias boates em Kingston. Era a cidade mais musical do Caribe, exceto, talvez, por Havana, Cuba."

Amplificador feito por Hendley

Como o conhecimento que tinha, participou tecnicamente no nascimento de um dos mais importantes movimentos culturais do século 20, O Sound System. Ajudou a construir um dos primeiros da Jamaica, o Tom "The Great" Sebastian para Tom Wong, proprietário de uma loja de ferragens e DJ. "Então, eu construí esse amplificador para o Tom. Ele prontamente o chamou de sistema de som. É daí que o nome deriva: ele chamou de sistema de som. A partir daí, houve essa inovação, o Jamaican Sound System". Após o sucesso e popularidade de Wong com o seu som nas festas, Jones construiu sistemas de som para DJs rivais, incluindo Arthur "Duke" Reid, cujo sistema de som "Trojan" (sugestão do nome dado pelo próprio Jones) se tornou o mais popular, e Clement "Sir Coxsone" Dodd, com o seu sistema de som "Downbeat Sound System". Em 1963, Dodd contratou Jones para construir alguns dos equipamento para seu estúdio de gravação "Studio One" em Kingston. Jones foi descrito como "provavelmente o pioneiro mais importante da Jamaica na eletrônica dos sistemas de som".


Tom Wong, criador do Sound System " The Great Sebastian"


Duke Reid com seu sistema de som


Sistema de  som "Coxsone Downbeat" de Coxsone Dodd

Entre 1959 e 1964, ele foi instrutor na Kingston Technical High School. Alcançou eminência como astrônomo, construindo seus próprios telescópios, por esse trabalho ele recebeu um Certificado de Mérito da Comissão de Desenvolvimento Cultural da Jamaica em 1987 por seu trabalho em astronomia. Em 1996, o governo da Jamaica concedeu a ele a Ordem da Distinção (O.D) na Música. Em 2011, aos 94 anos, recebeu a Medalha de Ouro Musgrave por eminência de destaque no campo da música. Ele morreu em Montego Bay em 1 de setembro de 2017, dois meses antes de seu centésimo aniversário

Com uma de suas construções em 1985


MAIS UMA CURIOSIDADE: Depoimento do filho de Hedley Jones, Hedley Jones Jr.

"Eu tinha 13 anos quando comecei a Kingston Tech em 1961, lembra ele, "e todos os dias depois da escola eu tinha que ir à loja do meu pai, no prédio atrás do que se tornou o Studio One. Instalei a maioria dos eletrônicos no estúdio original e montei os microfones para muitas das primeiras gravações ... 'Simmer Down', dos Wailers, montei os microfones para isso,"

Hedley Jones Jr. (centro) com Quincy Jones (esquerda) e  Ray Brown (direira)


Fonte:

https://daily.redbullmusicacademy.com/2019/05/hedley-jones-feature

https://en.wikipedia.org/wiki/Hedley_Jones


Deixe seu Comentário


Helder - 13/02/2020 08h58
Eu viajo nessas histórias de tecnologia de áudio e áudio do Reggae e me identifiquei muito com Hendley, obrigado pela informação grande Enio .🇯🇲🇲🇱